História

Primeira Loja

É comum irmos aos shoppings e encontrarmos os mais diversos tipos de comida, cada uma de um canto do mundo, como a árabe e seus kibes e esfihas, chinesa, japonesa, americana, gaúcha com seu famoso churrasco, mineira com o feijão tropeiro… Mas e a nordestina? Com tantos nordestinos no estado de São Paulo e nos mais diversos cantos do Brasil, como não encontramos opções de qualidade para saborear nossa comida nordestina? Dessa pergunta, surgiu o Meu Rei.

Era um dia comum de 2.006, num almoço comum na cozinha de sua casa. Até então empresário no ramo de esquadrias de alumínio e vidro temperado, Raul Gaspar almoçava com sua família acarajés pedidos por seu filho Matheus à Maria, doméstica da casa desde 1.996. Deste almoço, surgiu a idéia: “Por que não vender isso em shopping? Você acha lanches, comida árabe, comida italiana, comida japonesa, comida chinesa, comida mineira, churrasco, mas não encontra comida nordestina com a mesma frequência. Seremos o primeiro fast-food de comida nordestina do Brasil”. Da idéia, já no mesmo instante, Raul começou a desenhar na mesa da cozinha o acarajézinho de chinelo e piercing de camarão em um guardanapo de papel, que viria a ser o mascote e logo do restaurante. Vários nome foram citados na mesa, mas chegou-se a um consenso. “Meu Rei! Tem palavra melhor que nos faz lembrar do nordeste?”, disse o empresário. ReizinhoNo mesmo ano, no Shopping Bonsucesso (Guarulhos/SP), a loja de tapiocas e balas de coco “Tentação & Cia.” foi comprada. Só um ano depois, em novembro de 2007, passando pelas mais diversas dificuldades, ela seria transformada no primeiro restaurante do Meu Rei. Depois de muito trabalho e dedicação de Raul e sua esposa Denise, priorizando uma comida caseira e bem temperada, um bom atendimento e um preço acessível, o Meu Rei foi sendo aceito pela clientela e, com indicações boca a boca, crescendo e se tornando um sucesso. No meio de 2.010, um novo restaurante, maior e mais moderno, substituiu o antigo no mesmo Shopping Bonsucesso. Em 2.012, as duas novas unidades, Poli Shopping (Guarulhos/SP) e Andorinha Hiper Center (São Paulo), tornavam do restaurante uma rede. Não qualquer rede, mas a primeira rede de fast-food de comida nordestina.